Páginas

    Social Items

 

Alguém com muito dinheiro e que não teve a identidade revelada desembolsou US$ 28 milhões, o equivalente a R$ 142 milhões na conversão direta, para voar para o espaço com Jeff Bezos. O ex-CEO da Amazon e homem mais rico da Terra vai embarcar no primeiro vôo tripulado da Blue Origin por meio do veículo suborbital New Shepard.


Ariane Cornell, diretora de vendas da Blue Origin, anunciou o lance vencedor do leilão ao vivo. Cornell agradeceu ao vencedor e disse que os milhões arrecadado ajudariam a fundação a inspirar muitas crianças. O valor da licitação será doado à sua fundação, Club for the Future, que visa promover carreiras entre as gerações futuras para “ajudar a inventar o futuro da vida no espaço”.


A identidade da pessoa que fez a oferta vencedora não é o único mistério neste momento. Embora a cápsula da viagem possa acomodar até seis pessoas e não possua pilotos, a tripulação inaugural da Blue Origin incluirá quatro passageiros, e a empresa ainda não anunciou quem será o quarto integrante da missão. Isso só deve ser revelado nas próximas semanas, quando o nome do vencedor do leilão milionário também será anunciado ao público.

Bilionários no espaço

Marcado para o dia 20 de julho, o voo da New Shepard não entrará na órbita da Terra, mas sim na região ligeiramente além da Linha de Kármán — um limite a uma altitude superior a 100 quilômetros que tecnicamente se qualifica como espaço suborbital. A tripulação ficará cerca de 11 minutos no espaço, permitindo que os passageiros experimentem alguns momentos de ausência de peso, antes de voltarem à Terra.


A Blue Origin não é a única empresa de turismo espacial. Os bilionários Richard Branson e Elon Musk também estão na corrida. Musk, que lidera a SpaceX, planeja lançar uma tripulação inteiramente civil ao espaço por meio da espaçonave Dragon ainda este ano. Branson, por sua vez, deve voar no VSS Unity em um dos voos de teste da Virgin Galactic, também neste ano. A Virgin Galactic pretende iniciar o serviço comercial no início de 2022.

Fonte: Gizmodo

Milionário misterioso pagou US$ 28 milhões para voar ao espaço com Jeff Bezos

 

Alguém com muito dinheiro e que não teve a identidade revelada desembolsou US$ 28 milhões, o equivalente a R$ 142 milhões na conversão direta, para voar para o espaço com Jeff Bezos. O ex-CEO da Amazon e homem mais rico da Terra vai embarcar no primeiro vôo tripulado da Blue Origin por meio do veículo suborbital New Shepard.


Ariane Cornell, diretora de vendas da Blue Origin, anunciou o lance vencedor do leilão ao vivo. Cornell agradeceu ao vencedor e disse que os milhões arrecadado ajudariam a fundação a inspirar muitas crianças. O valor da licitação será doado à sua fundação, Club for the Future, que visa promover carreiras entre as gerações futuras para “ajudar a inventar o futuro da vida no espaço”.


A identidade da pessoa que fez a oferta vencedora não é o único mistério neste momento. Embora a cápsula da viagem possa acomodar até seis pessoas e não possua pilotos, a tripulação inaugural da Blue Origin incluirá quatro passageiros, e a empresa ainda não anunciou quem será o quarto integrante da missão. Isso só deve ser revelado nas próximas semanas, quando o nome do vencedor do leilão milionário também será anunciado ao público.

Bilionários no espaço

Marcado para o dia 20 de julho, o voo da New Shepard não entrará na órbita da Terra, mas sim na região ligeiramente além da Linha de Kármán — um limite a uma altitude superior a 100 quilômetros que tecnicamente se qualifica como espaço suborbital. A tripulação ficará cerca de 11 minutos no espaço, permitindo que os passageiros experimentem alguns momentos de ausência de peso, antes de voltarem à Terra.


A Blue Origin não é a única empresa de turismo espacial. Os bilionários Richard Branson e Elon Musk também estão na corrida. Musk, que lidera a SpaceX, planeja lançar uma tripulação inteiramente civil ao espaço por meio da espaçonave Dragon ainda este ano. Branson, por sua vez, deve voar no VSS Unity em um dos voos de teste da Virgin Galactic, também neste ano. A Virgin Galactic pretende iniciar o serviço comercial no início de 2022.

Fonte: Gizmodo

Nenhum comentário:

Postar um comentário