Páginas

    Social Items

 


Por cerca de R$ 661 mil, Tesla Model S Plaid tem multimídia que roda games como Cyberpunk 2077, e autonomia para rodar 640 km


A Tesla revelou o novo Model S Plaid, novo carro mais rápido do mundo em produção. Em evento on-line na fábrica de Fremont, na Califórnia, o CEO Elon Musk entregou as primeiras 25 unidades do superesportivo elétrico. Por US$ 129 mil, o equivalente a R$ 661 mil na conversão direta, o sedã utiliza três motores elétricos e, segundo a montadora, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 1,9 segundo.


“Mais rápido do que Porsche e mais seguro do que o Volvo“, foi assim que o bilionário Elon Musk descreveu o novo modelo da Tesla. O Model S é nada menos que o carro mais rápido de produção entre veículos a combustão e elétricos. Se compararmos com a Porsche, o elétrico Taycan acelera de 0 a 100 km/h em 2,4 segundos, enquanto o 911 Turbo S, em 2,8 segundos.


Ainda que não ostente um visual de esportivo, sua performance mostra o contrário. Ele combina três motores elétricos, dos quais dois na traseira e um na dianteira, que juntos geram até 1.020 cv. A velocidade máxima chega aos 320 km/h. Musk afirma que o Model S atingiu o menor coeficiente de arrasto para um carro de produção: Cx de 0,208.


Mesmo com o cancelamento da versão Plaid+, cujo foco seria a autonomia maior, as baterias do Plaid parecem mesmo dar conta do recado. De acordo com a Tesla, o sedã consegue rodar até 628 km sem precisar recargar. E quando for necessário plugá-lo em uma fonte de energia, 15 minutos bastam para a bateria obter o suficiente para rodar 300 km.


Cabine com três telas interativas e games

A cabine do sedã, por sua vez, ficou mais interativa, digital e minimalista. Há novos bancos e o espaço entre a primeira e a segunda fileira ficou maior. Além disso, o habitáculo emprega três monitores: uma para a segunda fileira, o quadro de instrumentos e nada menos que um telão de 17 polegadas no centro do painel frontal.


Conforme o Jornal do Carro antecipou, o sistema de entretenimento terá compatibilidade com os jogos The Witcher 3 e Cyberpunk 2077. Durante o evento, Musk mostrou uma breve aplicação do videogame rodando na cabine. A Tesla está usando a nova GPU AMD RDNA 2, hardware com o desempenho semelhante ao do Playstation 5.


Estimativa de 1.000 entregas por semana

Deixando a versão Long Range e o Model X Plaid como meros coadjuvantes, o CEO afirmou que pretende aumentar as entregas para 1.000 unidades a partir do próximo trimestre.


Após um recente aumento de preço, o Model S Plaid chega ao mercado por US$ 129 mil, ou R$ 661 mil na conversão direta. A versão mais barata Long Range, cuja autonomia chega aos 663 km (embora use “apenas” dois motores), custa US$ 80 mil, cerca de R$ 480 mil sem taxas.







Fonte: Jornal do Carro

Carro mais rápido do mundo, Tesla Model S Plaid faz 0 a 100 km/h em menos de 2 segundos

 


Por cerca de R$ 661 mil, Tesla Model S Plaid tem multimídia que roda games como Cyberpunk 2077, e autonomia para rodar 640 km


A Tesla revelou o novo Model S Plaid, novo carro mais rápido do mundo em produção. Em evento on-line na fábrica de Fremont, na Califórnia, o CEO Elon Musk entregou as primeiras 25 unidades do superesportivo elétrico. Por US$ 129 mil, o equivalente a R$ 661 mil na conversão direta, o sedã utiliza três motores elétricos e, segundo a montadora, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 1,9 segundo.


“Mais rápido do que Porsche e mais seguro do que o Volvo“, foi assim que o bilionário Elon Musk descreveu o novo modelo da Tesla. O Model S é nada menos que o carro mais rápido de produção entre veículos a combustão e elétricos. Se compararmos com a Porsche, o elétrico Taycan acelera de 0 a 100 km/h em 2,4 segundos, enquanto o 911 Turbo S, em 2,8 segundos.


Ainda que não ostente um visual de esportivo, sua performance mostra o contrário. Ele combina três motores elétricos, dos quais dois na traseira e um na dianteira, que juntos geram até 1.020 cv. A velocidade máxima chega aos 320 km/h. Musk afirma que o Model S atingiu o menor coeficiente de arrasto para um carro de produção: Cx de 0,208.


Mesmo com o cancelamento da versão Plaid+, cujo foco seria a autonomia maior, as baterias do Plaid parecem mesmo dar conta do recado. De acordo com a Tesla, o sedã consegue rodar até 628 km sem precisar recargar. E quando for necessário plugá-lo em uma fonte de energia, 15 minutos bastam para a bateria obter o suficiente para rodar 300 km.


Cabine com três telas interativas e games

A cabine do sedã, por sua vez, ficou mais interativa, digital e minimalista. Há novos bancos e o espaço entre a primeira e a segunda fileira ficou maior. Além disso, o habitáculo emprega três monitores: uma para a segunda fileira, o quadro de instrumentos e nada menos que um telão de 17 polegadas no centro do painel frontal.


Conforme o Jornal do Carro antecipou, o sistema de entretenimento terá compatibilidade com os jogos The Witcher 3 e Cyberpunk 2077. Durante o evento, Musk mostrou uma breve aplicação do videogame rodando na cabine. A Tesla está usando a nova GPU AMD RDNA 2, hardware com o desempenho semelhante ao do Playstation 5.


Estimativa de 1.000 entregas por semana

Deixando a versão Long Range e o Model X Plaid como meros coadjuvantes, o CEO afirmou que pretende aumentar as entregas para 1.000 unidades a partir do próximo trimestre.


Após um recente aumento de preço, o Model S Plaid chega ao mercado por US$ 129 mil, ou R$ 661 mil na conversão direta. A versão mais barata Long Range, cuja autonomia chega aos 663 km (embora use “apenas” dois motores), custa US$ 80 mil, cerca de R$ 480 mil sem taxas.







Fonte: Jornal do Carro

Nenhum comentário:

Postar um comentário