Páginas

    Social Items

 


O CEO da Tesla e amante de Dogecoin (DOGE) disse em um post neste domingo (13) que a Tesla “vai retomar a permissão de transações de Bitcoin” se e quando houver “confirmação de uso razoável (50%) de energia limpa por mineradores no futuro.” O Bitcoin estourou quase 5% após o tweet, passando de US$ 37.399 para US$ 39.190.


O tweet foi uma resposta a uma matéria da versão em inglês do site CoinTelegraph sobre Magda Wierzycka, CEO fintech Sygnia, acusando Musk de fazer pump and dump depois que a Tesla comprou US$ 1,5 bilhão em BTC. Em resumo, Wierzycka disse que ele comprou a criptomoeda para na sequência “vender uma grande parte de sua exposição no pico.”


Musk disse que a crítica de Wierzycka foi “imprecisa”, acrescentando que a Tesla “vendeu apenas 10% das participações para confirmar que o BTC poderia ser liquidado facilmente sem mover o mercado.” (Musk disse em abril que a Tesla vendeu 10% de suas participações “essencialmente para provar a liquidez do Bitcoin como uma alternativa para manter dinheiro no balanço patrimonial”).


This is inaccurate. Tesla only sold ~10% of holdings to confirm BTC could be liquidated easily without moving market.

When there’s confirmation of reasonable (~50%) clean energy usage by miners with positive future trend, Tesla will resume allowing Bitcoin transactions.


— Elon Musk (@elonmusk) June 13, 2021


No ano passado, os tweets de Musk mudaram repetidamente os preços das criptomoedas, tanto para cima quanto para baixo.


A compra do Bitcoin da Tesla em fevereiro deu um impulso às ações do BTC e da montadora de carros. Em maio, no entanto, o ‘tweet surpresa’ em que ele afirmou que a Tesla não aceitará mais o Bitcoin devido a preocupações ambientais levou a um grande retrocesso que se manteve enquanto ele continuava a tweetar suas preocupações sobre o Bitcoin.


Enquanto isso, ele preferiu a Dogecoin, e seus tweets sobre a criptomoeda meme repetidamente impulsionaram o preço da DOGE.


Os gráficos de preços mostram que o ‘efeito Elon’ sobre os preços das criptomoedas está vivo como sempre. Após o tweet de Musk neste domingo, o Bitcoin rompeu o nível de resistência de US$ 35.000 para US$ 36.000 pela primeira vez desde o início da recente tendência de baixa em abril.


O debate sobre o impacto ambiental do Bitcoin ficou mais alto e mais quente no ano passado, e levou os críticos a pedir mais mineração de Bitcoin que use energia renovável (ou “limpa”).


A parte atual da mineração de Bitcoin que já usa energia renovável está em disputa. Um relatório de 2020 do Cambridge Center for Alternative Finance estimou que 39% da mineração de Bitcoin usa energia renovável, enquanto um relatório de 2018 da CoinShares, uma empresa de investimento em criptomoedas, fixou o número em 77,6%.


Em algum momento entre a Tesla comprar US$ 1,5 bilhão em Bitcoin em fevereiro e Musk recuar em maio, o executivo ficou claramente preocupado com o uso de energia da mineração e como isso poderia prejudicar a imagem verde da Tesla.


Na conferência Bitcoin 2021 em Miami na semana passada, gritos de “Fuck Elon”, bem como camisetas com a mesma frase, foram populares. Mas se a Tesla está disposta a abraçar novamente o Bitcoin, talvez os “bitcoiners” não tenham terminado com Musk para sempre.

Fonte: Decryp.co

Bitcoin dispara após Elon Musk dizer que Tesla aceitará a criptomoeda se mineradores usarem energia limpa

 


O CEO da Tesla e amante de Dogecoin (DOGE) disse em um post neste domingo (13) que a Tesla “vai retomar a permissão de transações de Bitcoin” se e quando houver “confirmação de uso razoável (50%) de energia limpa por mineradores no futuro.” O Bitcoin estourou quase 5% após o tweet, passando de US$ 37.399 para US$ 39.190.


O tweet foi uma resposta a uma matéria da versão em inglês do site CoinTelegraph sobre Magda Wierzycka, CEO fintech Sygnia, acusando Musk de fazer pump and dump depois que a Tesla comprou US$ 1,5 bilhão em BTC. Em resumo, Wierzycka disse que ele comprou a criptomoeda para na sequência “vender uma grande parte de sua exposição no pico.”


Musk disse que a crítica de Wierzycka foi “imprecisa”, acrescentando que a Tesla “vendeu apenas 10% das participações para confirmar que o BTC poderia ser liquidado facilmente sem mover o mercado.” (Musk disse em abril que a Tesla vendeu 10% de suas participações “essencialmente para provar a liquidez do Bitcoin como uma alternativa para manter dinheiro no balanço patrimonial”).


This is inaccurate. Tesla only sold ~10% of holdings to confirm BTC could be liquidated easily without moving market.

When there’s confirmation of reasonable (~50%) clean energy usage by miners with positive future trend, Tesla will resume allowing Bitcoin transactions.


— Elon Musk (@elonmusk) June 13, 2021


No ano passado, os tweets de Musk mudaram repetidamente os preços das criptomoedas, tanto para cima quanto para baixo.


A compra do Bitcoin da Tesla em fevereiro deu um impulso às ações do BTC e da montadora de carros. Em maio, no entanto, o ‘tweet surpresa’ em que ele afirmou que a Tesla não aceitará mais o Bitcoin devido a preocupações ambientais levou a um grande retrocesso que se manteve enquanto ele continuava a tweetar suas preocupações sobre o Bitcoin.


Enquanto isso, ele preferiu a Dogecoin, e seus tweets sobre a criptomoeda meme repetidamente impulsionaram o preço da DOGE.


Os gráficos de preços mostram que o ‘efeito Elon’ sobre os preços das criptomoedas está vivo como sempre. Após o tweet de Musk neste domingo, o Bitcoin rompeu o nível de resistência de US$ 35.000 para US$ 36.000 pela primeira vez desde o início da recente tendência de baixa em abril.


O debate sobre o impacto ambiental do Bitcoin ficou mais alto e mais quente no ano passado, e levou os críticos a pedir mais mineração de Bitcoin que use energia renovável (ou “limpa”).


A parte atual da mineração de Bitcoin que já usa energia renovável está em disputa. Um relatório de 2020 do Cambridge Center for Alternative Finance estimou que 39% da mineração de Bitcoin usa energia renovável, enquanto um relatório de 2018 da CoinShares, uma empresa de investimento em criptomoedas, fixou o número em 77,6%.


Em algum momento entre a Tesla comprar US$ 1,5 bilhão em Bitcoin em fevereiro e Musk recuar em maio, o executivo ficou claramente preocupado com o uso de energia da mineração e como isso poderia prejudicar a imagem verde da Tesla.


Na conferência Bitcoin 2021 em Miami na semana passada, gritos de “Fuck Elon”, bem como camisetas com a mesma frase, foram populares. Mas se a Tesla está disposta a abraçar novamente o Bitcoin, talvez os “bitcoiners” não tenham terminado com Musk para sempre.

Fonte: Decryp.co

Nenhum comentário:

Postar um comentário